Opinião "Amor Cruel" de Colleen Hoover

By : Vera Neves
Tate é enfermeira e muda-se para São Francisco, para casa do irmão Corbin, para estudar e trabalhar. Miles é piloto-aviador e mora no mesmo prédio de Corbin. Depois de se conhecerem de forma atribulada, Tate e Miles acabam por se aproximar e dar início a uma relação exclusivamente física. 
Para que esta relação exista, Miles impõe a Tate duas regras:
«Não faças perguntas sobre o meu passado. Não esperes um futuro.»

Tate aceita o desafio de manter uma relação distante, sem nenhum compromisso, nem sequer o da amizade. A relação alimenta-se assim da atração mútua entre os dois.

Miles nunca fala de si nem do seu passado, e comporta-se perante Tate de acordo com as regras que ele definiu. Será Miles capaz de desvendar o que se esconde por detrás desta necessidade tão grande de se distanciar emocionalmente dos outros?

E poderá algo tão cruel transformar-se numa relação bonita e duradoura?

*Pode Conter Spoilers*
 
Sabem aquele tipo de personagens que entram na nossa vida e que nos dão a volta ao cérebro? Pois... se não sabem, então têm de conhecer a Tate, o Miles, o Corbin e até o Ian teve o seu lugar como personagem adorável.
De quem estou a falar? Esta deve ser a vossa pergunta. Bem, estou a falar das personagens deste Amor Cruel
Tate é apenas e tão só a irmã do piloto de aviões chamado Corbin. Tem 23 anos e está a estudar enfermagem. No processo de se mudar para a casa do irmão, conhece o estranho e atormentado Miles, também ele piloto. Com aqueles expressivos (nem sempre) olhos azuis e personalidade forte e conturbada que aos poucos a vão conquistando e fazendo com que não consiga pensar em mais nada. 
Ao longo das páginas deliciosamente escritas por Colleen Hoover, vamos tendo acesso ao passado de Miles. E que passado! Não creio que sejam todos os adolescentes que passam por uma experiência tão forte e intensa como ele passou que acabam por aceitar ser um jovem normal. É óbvio que se tornará alguém amargo, soturno e solitário. Embora ele tivesse amigos, entre eles Corbin e Ian (amigo de infância), ele continuava a ser alguém que fugia das relações. Passou por um trauma enorme há anos atrás e isso ninguém poderia apagar. E nem ele queria que fosse apagado, fosse por quem fosse. É aqui que aparece a nossa doce e determinada Tate. No seu íntimo ela sabe que ele sofre e a proposta que surge de ambos terem apenas aquilo que querem (sexo avassalador e do outro mundo) acaba por ser um tiro na culatra. Aquilo que seria apenas casual e prazeroso, acaba por tornar-se numa "coisa" complicada e dolorosa para ambos. Quem disse que apenas sexo é simples? A determinada altura haverá alguém que sairá magoado e a certa altura haverá alguém que vai ser aquele que magoa por estar completamente destruído psicológica e sentimentalmente. Será Tate quem o conseguirá resgatar daquele marasmo emocional a que ele se condenou. Será Miles quem mostrará que é possível sofrer-se de uma maneira atroz e mesmo passando por anos e anos de solidão e sofrimento é possível dar-se a volta por cima.... se tivermos quem nos ame pelo passado que carregamos, se tivermos quem nos apoie incondicionalmente e sem olhar a meios.
Tate e Miles são um exemplo de como o amor e o tempo, a compreensão e a amizade, o carinho e até mesmo o sofrimento são as armas indicadas para ultrapassarmos as mágoas que por vezes a vida nos inflige.
Para terminar: ADORO-OS! São queridos, são ternurentos, são de nos levar às lágrimas, seja por humor ou por dor. Mais uma vez Colleen Hoover trouxe-nos uma história de derreter o coração de qualquer um. Uma lição de vida e um casal fantástico que merece tudo de bom que a vida ainda possa ter. 
(Este exemplar foi gentilmente cedido pela TopSeller em troca de uma opinião sincera)

Passatempo "És Tudo o Que Eu Quero"

By : Vera Neves
O Sinfonia dos Livros em parceria com a Editoral Presença, tem o prazer de vos trazer a oportunidade de ganharem este novo livro de Kaui Hart Hemmings
Para se poderem habilitar a receber este livro só têm de fazer o seguinte:

1) Ser seguidor do blog Sinfonia dos Livros
2) Clicar "Gosto" na página do Facebook do Sinfonia dos Livros e da Editorial Presença.
3) Partilhar o passatempo no vosso Facebook e/ou blog e deixar o link de partilha.
4) Preencher correctamente o Formulário abaixo.
5) O passatempo decorre a partir de hoje até às 23h59 (horas continentais) do dia 31 de Julho de 2015.
6) O vencedor será sorteado aleatoriamente, através do random.org, de entre aqueles que cumprirem com o estipulado, sendo o anúncio feito na página do facebook do Sinfonia dos Livros, para o email do/a vencedor/a e também no blog.
7) Cada pessoa só pode concorrer em seu nome uma (1) vez.
8) Por motivos logísticos só serão aceites participações de residentes em Portugal e ilhas do Arquipélago dos Açores e da Madeira.
9) O Sinfonia dos Livros e a Editorial Presença não se responsabilizam por extravios.
Podem encontrar as respostas aqui e/ou aqui.

Presença: "És Tudo o que eu Quero" de Giovanna Fletcher

By : Vera Neves
UMA HISTÓRIA COM TRÊS PROTAGONISTAS 
ONDE O AMOR É A BASE DA VIDA
4.6 estrelas na amazon.co.uk
Bestseller do New York Times
25 mil exemplares vendidos nas primeiras duas semanas
Título Original: You’re the One That I Want 
Tradução: Isabel Andrade 
Páginas: 336 
Coleção: Grandes Narrativas Nº 612 
ISBN: 978-972-23-5587-2 
Desde a infância, Maddy, Ben e Robert são amigos inseparáveis e acreditavam que nada poderia quebrar os laços da amizade. Contudo, o amor tudo muda… Ben, o amigo tímido e leal, sempre escondeu de Maddy o amor que por ela sentia. Mas, e se Ben lhe tivesse confessado que a amava? Será que Maddy manteria a sua decisão de se casar com Robert? Está nas suas mãos a felicidade dos seus dois amigos e a sua própria felicidade…

Sobre a Autora
Giovanna Fletcher é actriz e jornalista freelancer. Vive em Londres com o marido, Tom Fletcher, vocalista da banda McFly. Os direitos de És Tudo o Que Eu Quero estão vendidos para diversos países.

O que Diz a Imprensa
«Terna e romântica, esta leitura encantadora irá certamente iluminar o seu dia.» - Closer
«Um romance delicioso e comovente, com um enredo fabuloso e imprevisível que vai mantê-lo acordado toda a noite!» - Jill Mansell
«Charme imenso e ternura genuína.» - Star Magazine
«És Tudo o Que Eu Quero é um romance magnífico, delicado, divertido e sensível com personagens maravilhosas pelas quais se vai apaixonar.» - Miranda Dickinson

Opinião "Sonhos de Deuses e Monstros" - Laini Taylor

By : Vera Neves


Dois mundos estão à beira de uma guerra cruel. Através de um assombroso ardil, Karou assumiu o controlo da rebelião das quimeras e tem a intenção de as desviar do caminho da vingança extrema. O futuro depende dela.
Quando o brutal imperador serafim traz o seu exército para o mundo humano, Karou e Akiva estão finalmente juntos - se não no amor, ao menos numa aliança provisória contra um inimigo comum. É uma versão alterada do seu antigo sonho, mas ambos começam a ter esperança de que será possível forjar um destino alternativo para os seus povos e, talvez, para si próprios.
Porém, com ameaças ainda maiores a desenharem-se, serão Karou e Akiva fortes o suficiente para se erguerem entre anjos e demónios?
Das cavernas dos Kirin às ruas de Roma, humanos, quimeras e serafins lutam, amam e morrem num cenário épico que transcende o bem e o mal, nesta impressionante conclusão da trilogia bestseller Entre Mundos.

*Pode Conter Spoilers*
 
Esta trilogia desde o primeiro livro sempre me deixou de cabelos em pé. Ora de fascínio, ora de desapontamento. No entanto, e como podem ver pela classificação que dei, o fascínio venceu. Dos três livros que perfazem este "Entre Mundos" este foi o que mais gostei a par com o primeiro. O primeiro é sempre o primeiro e não há volta a dar. Foi o "A Quimera de Praga" que me fascinou e fez-me apaixonar por Karou, Akiva e Zuzana, a nossa pequena neek-neek, como passou a ser carinhosamente apelidada pelas bestas. Foram personagens que me fizeram rir, chorar e apertar os dedinhos dos pés em antecipação, umas vezes mais do que outras. 
Porém no segundo livro tive alguma dificuldade em entrar na história, em sentir a mesma empatia que senti com o que se havia passado no volume inicial da trilogia, mas aos poucos fui sendo conquistada outra vez.
Agora o terceiro e último volume é que superou todas as minhas expectativas. Se no segundo (talvez por não termos tanto de Karou e Akiva), tudo decorria de uma forma monótona e arrastada e não conseguíamos compreender o porquê de certas atitudes de Karou, neste volume foi exactamente o oposto. Tivemos muito, mas muito mais de Karou e Akiva, de várias formas: indiferentes um com o outro, distantes um do outro, apaixonados um pelo outro, desconfiados, alertas e no final separados (como estávamos habituados) e reunidos novamente com o Mundo, com a amizade, com o sofrimento e com o Amor. 
Estava à espera que houvesse um pouco mais de acção no que aos confrontos com Jael diz respeito, sim. Estava. Mas também se compreende o facto de que Laini tenha escolhido uma abordagem mais soft no que às lutas diz respeito. Já havíamos tido tanta crueldade e tanto sofrimento que prolongar estes sentimentos nada mais seria do que abusivo. Há que haver um meio termo entre a paz e a guerra e acho que neste livro, a autora fez muito bem em suavizar um pouco os ambientes, apesar de a guerra e a luta continuarem presentes.
Adorei a introdução de novas personagens e sem qualquer dúvida, a pequena grande Zuzana e o seu violinista charmoso e absolutamente adorável deram, mais uma vez, uma graça e um toque tão pessoal neste livro que é impossível alguém não gostar deles, talvez até mais do que o próprio casal principal. Zuze e Mik são tão verdadeiros e tão simples que tudo em volta deles torna-se divertido e menos confuso. São fieis a Karou, e confiam mais nela do que ela própria. São, sem dúvida alguma, uma (a maior) mais valia desta história toda.
Quanto a Karou e Akiva, bem... o que mais há a dizer? Desde a altura de Madrigal que eles estão destinados a unirem os seus destinos. Então, porquê tanta indecisão? Porquê tanto medo? Simples: Do amor deles, da união deles, depende a paz nos dois mundos que eles conhecem. Resta saber se haverá uma maneira de eles cumprirem os seus destinos e os seus desejos sem prejudicarem a Humanidade. É muita responsabilidade e muita pressão para dois jovens (que apesar de serem quimera e anjo) que se amam desde há tanto tempo e que a única coisa que querem é amar.
Estava à espera que Brimstone regressasse, o que acredito que acontecerá futuramente, mas já não saberemos não é? É isso que os livros têm de mágico... mesmo que haja um ponto final no livro, na nossa imaginação e nos nossos corações há sempre uma continuação.

Não classifico os livros que leio com base em aspectos técnicos, mas por aquilo que me fala ao coração. Se está com "palha" a mais, se enrolou demasiado, se era escusado colocar ou retirar personagens, isso é para mim irrelevante. Dou a classificação que acho que mais se adequa ao que o livro a mim me disse, e esta trilogia a mim disse-me muito e transmitiu-me imenso. Deixo os aspectos técnicos para quem é de direito e fico-me pelas emoções ;)

(Este livro foi-me gentilmente concedido pela Porto Editora em troca de uma opinião sincera.)

Opinião "Para Além da Meia-Noite" de Lara Adrian

By : Vera Neves
Aos dezoito anos, Corinne Bishop era uma jovem bela e cheia de vida, com uma existência privilegiada como filha adotiva de uma família com dinheiro. O seu mundo mudou no instante em que foi raptada e mantida prisioneira pelo malévolo vampiro Dragos. Despois de muitos anos de cativeiro e tormento, Corinne é salva pela Ordem, um grupo de guerreiros vampiros envolvidos numa guerra contra Dragos e os seus seguidores. Para além de a terem despojado da sua inocência, Corinne perdeu também parte do seu coração… a única coisa que lhe dava esperança durante o seu calvário e a única que lhe interessa agora que é livre.
O guerreiro Hunter é incumbido de proteger Corinne durante o seu regresso a casa. Um dos assassinos mais letais de Dragos, Hunter trabalha agora para a Ordem, e está empenhado em fazer com que Dragos pague pelos seus muitos pecados. Ligado a Corinne pelo seu mútuo desejo, Hunter terá de decidir até onde está disposto a chegar para acabar com o reinado de maldade de Dragos… mesmo que concluir a sua missão signifique despedaçar o terno coração de Corinne.

*Pode Conter Spoilers*
Mais um livro da Saga, mais um guerreiro "emparelhado". Como sempre, Lara Adrian reservou uma Companheira de Raça o mais perfeita possível para um dos Guerreiros. Neste caso, o nosso Hunter.
Depois de terem conseguido resgatar as Companheiras de Raça raptadas há muitos anos por Dragos, eis que desta vez é Hunter, o Guerreiro recém adquirido pela Ordem, resgatado à maldade e crueldade de Dragos ficará encarregue de entregar Corinne, uma das Companheiras salvas pelas Companheiras da Ordem, no volume anterior, à sua família.
Ora bem, Corinne é, nada mais nada menos, do que a antiga protegida de Brock há muitos, muitos anos atrás. Aquela que ele pensava que tinha morrido por sua culpa e pela qual ele constantemente se martirizava. Afinal de contas, era o trabalho dele olhar por ela e bastou tirar os olhos dela 2 minutos para ela desaparecer por setenta anos.
Corinne é fantástica! A meu ver e a par de Gabrielle (Lucan) e Tess (Dante), é das melhores Companheiras de Raça e feita mesmo à medida para o incompreendido Hunter. 
É ela que o consegue abrir para as maravilhas do amor e é ela que o ensina a responder e a dar azo aos desejos da carne e do espírito. Mesmo com todo o sofrimento que ela passou às mãos do Antigo e de Dragos, ela consegue guardar no coração a capacidade de amar e de ensinar a amar. Traz consigo um segredo bem guardado, o qual alimenta-lhe o espírito e lhe dá forças para viver e continuar em frente.
A par desta história comovente entre Hunter e Corinne, temos também a decadência de Chase, o antigo membro da Agência, convertido, também ele em guerreiro quando Elise (ex-cunhada) decide ser Companheira de Raça de Tegan. Chase, com todo o seu mau feitio e auto-suficiência deixa-se cair no Desejo de Sangue e numa tentativa de compensar todos os que o haviam ajudado até ali, entrega-se nas mãos do inimigo. Será que vai conseguir safar-se? Tanto dos inimigos como do Desejo de Sangue que transforma um Vampiro num Renegado? 
Ansiosa que chegue o dia em que saberemos o que de facto vai acontecer com Chase (um dos meus preferidos também).
Lara Adrian, consegue mais uma vez, prender-nos a mais um capítulo da vida destes guerreiros, de uma maneira simples e fácil. Com algum humor mordaz pelo meio, muita emoção e sentido da Vida. Qualquer ser humano, vampiro ou não, tem direito de ser amado e de amar.

(Este exemplar foi gentilmente cedido pela Quinta Essência em troca de uma opinião sincera)

- Copyright © Sinfonia dos Livros - Date A Live - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -